Chevrolet Bolt EUV ganha teaser e terá Super Cruise da Cadillac

A General Motors vai apresentar a primeira reestilização do Chevrolet Bolt para o versão americano de 2021. Mas, o monovolume elétrico da marca terá companhia e esta será do Chevrolet Bolt EUV.

Essa é a designação oficial da marca americana para seu primeiro SUV compacto, que provavelmente será vendido aqui e talvez até no lugar da minivan, dado seu apelo mais focado no segmento que mais cresce no mundo.

O Bolt EUV teve seu primeiro vislumbre oficial neste teaser divulgado nos EUA. Contudo, não é apenas isso. Ele e seu irmão menor serão os primeiros carros da Chevrolet com o sistema de condução autônoma Super Cruise, que surgira inicialmente na Cadillac.

O Super Cruise “requer plano OnStar ativo, hotspot WiFi ativo, sistema elétrico em funcionamento, recepção de celular e sinal de GPS” de acordo com a Cadillac.

Considerado de Nível 3, permite dirigir sem as mãos no volante e ainda fazer ultrapassagens sem intervenção humana na direção. Abaixo, o vídeo da marca de luxo americana, mostra como ele funciona. Espera-se que também esteja disponível por aqui.

Derivado do Buick Velite 7, o Chevrolet Bolt EUV deverá amplia bem as vendas da marca nos EUA, visto que o Bolt é apenas uma minivan num mercado onde crossovers e SUVs devoram as categorias mais fracas.

Com 4,264 m de comprimento, 1,767 m de largura, 1,618 m de altura e 2,675 m de entre eixos. Na China, suas baterias tem uma densidade de 55,6 kWh, o que garante 500 km de autonomia no ciclo NEDC, o que dá um pouco mais de 400 km no WLTP.

Nos EUA, seu motor elétrico de 173 cavalos será substituído pelo usado no Bolt, que tem 203 cavalos e 36 kgfm, garantindo mais desempenho ao SUV compacto. Além disso, suas baterias serão, pelo menos, de 66 kWh, conforme última atualização do Bolt.

O alcance de 416 km (EPA) do monovolume deve ser um pouco menor no EUV. Pode ser que a GM introduza uma bateria ainda maior para garantir autonomia maior. Mas, algo em torno de 400 km não seria ruim.

Visualmente, como se pode ver, frente e traseira terão conjuntos óticos diferentes, especialmente o traseiro, mais completo e fluido que o chinês.